19 de mai de 2008

O que irrita um pisciano?

Diga para agarrarem-se a si mesmos. Marque encontro com eles em locais brilhantes, barullhentos, superpovoados, como o metrô da Cinelândia, por ex. Deixe-os falando sem parar e no fim diga que não entendeu nada. Grite, fale aos berros. Conte os seus "segredos" deixe-os ficar emocionados com sua sinceridade, depois ria e pergunte: "Mas você acreditou nisso?". Convide-os para olhar as estrelas e fale sobre alíquotas de exportação e importação o tempo todo. Arranhe o CD de Djavan deles, apague o cigarro no cristal que ele usa para meditar, deixe cair sua máquina fotográfica, sublinhe os livros que pegou emprestados dele. Escolha filmes violentos. Repita sempre que este negócio de romance, flores e bombons é tudo coisa de boiola. E pergunte sempre: "Você não vai tomar um banho antes de dormir?"

Comentário:
É... eu me amo mesmo, e daí?
Não tenho concentração o suficiente para encontrar uma pessoa no meio de uma rua deserta... quem dirá no meio de uma multidão...
Se disser que não entendeu nada do que eu disse, vou lhe ignorar por algum tempo.
Se gritar comigo, vou ficar assustada... e lhe ignorar pelo resto da sua vida.
Não levo a sério os segredos das outras pessoas... kkk... só acredito neles.. kkkkk...
Se me falar de coisas "nada a ver" com o momento, depois de tudo vou perguntar "e o que isso tem a ver?"...
Se danificar qualquer objeto pessoal, simplesmente reponha com outro tão bonito quanto...
Não tenho problemas com Chuck Norris...
Também acho boiolice esse lance de flores, bombons e romance. Seja boiola comigo.
E por fim, como um bom peixinho, tomaria banho todas as horas do dia. Desde que isso não afetasse gravemente a minha conta de água e luz. Por isso, tomo banho quando acordo pra sair "toda cheirosinha" pra encontrar quem quer que seja...

Kkkk...

Nenhum comentário: