28 de mai de 2006

Fazendo...

Minha vida anda uma tortura.
Trabalhar de segunda à sábado e ver o dinheiro sumir num piscar de olhos é uma coisa enfadonha, chata e massacrante.
Quem nunca passou por isto?

Ando entediada com o trabalho, que só têm me dado dor de cabeça em resolver o problema dos outros...
Uma hora é a professora do curso com sua voz irritante...
Outra hora é a cliente cleptomaníaca...
Outra hora é cliente que deve e sai pela porta como se nada devesse...
E fornecedor que manda nota sem descrever produto então???

Na minha testa agora está escrito "adivinha"???
"Vidente"???

Ando de péssimo humor mesmo...
Poderia ter passado o meu dia comendo algumas porcarias e jogando conversa fora com o povo do trabalho, mas minha paciência já anda esgotada com isso.
Minha vida não se resume ao trabalho e mais nada.
Ando trabalhando, volto pra casa, banho, cozinha, cama, acorda e vai pro trabalho de novo...
Rotina.

Preciso ir ao teatro.
Preciso ir ao cinema.
Preciso passear no shopping, mesmo que não vá comprar nada.
Preciso ir às livrarias.
Preciso ir às docerias.
Preciso conhecer pessoas que não sejam do meu trabalho.
Preciso....

Tento manter minha coleção de Postais.
Já não tento mais achar as coisas no meu quarto.
Tento continuar a ler livros.
Tento acompanhar as notícias dos jornais...

O Emílio, sumiu, e quando apareceu, não tive tempo de falar com ele...
Maldito trabalho.

Não vou mais ficar tentando encontrar príncipes encantados, homem ideal, mocinho ou bandido, companheiro e afins...
O que a vida quiser, será assim.
O resto, dane-se.

Vou ao Salão do Turismo.
Vou ao Salão São Paulo de Turismo.
Vou ao Maratona Scully (e se dane o resto).
Vou sair pra pegar postais publicitários por aí pela cidade.
Vou continuar a viver...
Vou aos shows que eu quiser, pagando, pra não ficar enchendo site nenhum com matérias oportunistas...

Tou p* da vida com um monte de coisas.
Irada com minha mãe que não faz trabalho nenhum da faculdade e fica me enchendo o saco.

Lido:
- Serial Killer - Ilana Casoy - Vale pelo depoimento de Chico Picadinho, o resto, é tudo louco.
- Anjos e Demônios - Dan Brown - Melhor que O Código Da Vinci!!!


Ouvindo:
- Alpha FM - infelizmente todos os dias, das 9h às 18h.

Fazendo:
- Surtando.

16 de mai de 2006

horoscopiando

Uma das maiores alegrias de um pisciano é ter aqueles que ama ao seu redor. Mesmo que uns & outros não entendam como funcionam as suas marés, não dá pra negar que você é superamoroso e que valoriza os momentos com seus afetos. Tem gente só esperando um pequeno gesto seu pra se aproximar... Seu magnetismo pessoal é forte, mas precisa ser exercitado.

8 de mai de 2006

Me sinto só...

Me sinto só,
Mas quem aqui nunca se sentiu assim
Procurando um caminho pra seguir,
Uma direção - respostas
Um minuto para o fim do mundo,
Toda sua vida em 60 segundos
Uma volta no ponteiro do relógio pra viver

O tempo corre contra mim, sempre foi assim e sempre vai ser
Vivendo apenas pra vencer a falta que me faz você
De olhos fechados eu tento esconder a dor agora
Por favor entenda, eu preciso ir embora porque

Quando estou com você
Sinto meu mundo acabar,
Perco o chão sob os meus pés
Me falta o ar pra respirar
E só de pensar em te perder por um segundo,
Eu sei que isso é o fim do mundo

Volto o relógio para trás tentando adiar o fim,
tentando esconder o medo de te perder quando me sinto assim
De olhos fechados eu tento enganar meu coração
Fugir pra outro lugar em uma outra direção porque

Quando estou com você
Sinto meu mundo acabar,
Perco o chão sob os meus pés
Me falta o ar pra respirar
E só de pensar em te perder por um segundo,
Eu sei que isso é o fim do mundo

Quando estou com você
Sinto meu mundo acabar,
Perco o chão sob os meus pés
Me falta o ar pra respirar
E só de pensar em te perder por um segundo,
Eu sei que isso é o fim do mundo
Eu sei que isso é o fim do mundo

Me sinto só...

Eu sinto sua falta
Não posso esperar tanto tempo assim
O nosso amor é novo
É o velho amor ainda e sempre

Não diga que não vem me ver
de noite eu quero descansar
Ir ao cinema com você
Um filme à toa no Pathé

Que culpa a gente tem de ser feliz
Que culpa a gente tem, meu bem
O mundo bem diante do nariz
Feliz aqui e não além

Me sinto só, me sinto só, me sinto tão seu
me sinto tão, me sinto só e sou teu

Eu faço tanta coisa
Pensando no momento de te ver
A minha casa sem você é triste
E a espera arde sem me aquecer

Não diga que você não volta
Eu não vou conseguir dormir
À noite eu quero descansar
Sair à toa por aí

Me sinto só, me sinto só, me sinto tão seu
me sinto tão, me sinto só e sou teu

Eu sinto sua falta
Não posso esperar tanto tempo assim
O nosso amor é novo
É o velho amor ainda e sempre

Que culpa a gente tem de ser feliz
Eu digo eles ou nós dois
O mundo bem diante do nariz
Feliz agora e não depois

Me sinto só, me sinto só, me sinto tão seu
me sinto tão, me sinto só e sou teu