25 de dez de 2006

Bairro da Liberdade



São Paulo - SP - Brasil

Um bairro oriental.


Foto: Fachada do Mc Donald's da Praça da Liberdade
Autor: Luciana Ueda

22 de dez de 2006

Welcome To My Life

Welcome To My Life
Simple Plan
Composição: Pierre Bouvier

Do you ever feel like breaking down?
Do you ever feel out of place?
Like somehow you just don’t belong
And no one understands you

Do you ever wanna run away?
Do you lock yourself in your room?
With the radio on turned up so loud
And no one hears you screaming

No you don’t know what it’s like
When nothing feels all right
You don’t know what it’s like to be like me

To be hurt
To feel lost
To be left out in the dark
To be kicked
When you’re down
To feel like you’ve been pushed around
To be on the edge of breaking down
When no one’s there to save you
No you don’t know what it’s like

Welcome to my life

Do you wanna be somebody else?
Are you sick of being so left out?
Are you desperate to find something more
Before your life is over?

Are you stuck inside a world you hate?
Are you sick of everyone around?
With the big fake smiles and stupid lies
But deep inside you bleeding

No you don’t know what it’s like
When nothing feels all right
You don’t know what it’s like to be like me

To be hurt
To feel lost
To be left out in the dark
To be kicked
When you’re down
To feel like you’ve been pushed around
To be on the edge of breaking down
And no one’s there to save you
No you don’t know what it’s like

Welcome to my life

No one ever lies straight to your face
And no one ever stabbed you in the back
You might think I’m happy
But I’m not gonna be okay

Everybody always gave you what you wanted
You never had to work it was always there
You don’t know what it’s like
What it’s like

To be hurt
To feel lost
To be left out in the dark
To be kicked
When you’re down
To feel like you’ve been pushed around
To be on the edge of breaking down
When no one’s there to save you
No you don’t know what it’s like

To be hurt
To feel lost
To be left out in the dark
To be kicked
When you’re down
To feel like you’ve been pushed around
To be on the edge of breaking down
When no one’s there to save you
No you don’t know what it’s like

Welcome to my life

Welcome to my life

Welcome to my life

19 de dez de 2006

vidas passadas...

Eu não sei como você se sente sobre isso mas você era homem na sua mais recente encarnação.
Você nasceu em algum lugar perto do território do(a) Leste da Australia aproximadamente em 775.
Sua profissão era cartográfo, professor de Astronomia, artrologo.
--------------------------------------------------------------------------------
Sua personalidade:
O tipo de pessoa tímida, calma, e quieta. Você tinha talentos criativos, e que esperaram até aquela vida para serem libertos.Algumas vezes o ambiente o considerou estranho, mas quem liga não é? Tolos mortais...
--------------------------------------------------------------------------------
Lição que você aprendeu:
Sua missão foi/é deixar o mundo mais bonito. Não jogue lixo no chão, principalmente cascas de bananas
--------------------------------------------------------------------------------

15 de dez de 2006

Pormeto num falá mas errádu...

Fim de ano...
Ano Novo
Vida Nova.

Neste mês a gente sempre começa a fazer as promessa do "no ano que vem..."

Tem coisa melhor do que pensar em idéias mirabolantes, sendo que mais da metade, talvez mais que 75%... tá bom... talvez 99% das idéias você nunca cumpra?

Tudo bem... Tudo bem...

Eu que já estou pensando em consumir os presentes do Rednuht caso ele não apareça até o Natal... (ih.. falei...)
Acho que ele não vai se importar caso eu consuma as balas Pez que encontrei... (ih... falei de novo... argh...)

Bom...
Promessas são promessas, e dívidas são dívidas.
Vamos às promessas:

- Passar na porcaria da Fuvest (e agora sem palhaçada, sem brincadeira, sem direito a dizer que foi por pouco, porque não deu... etc e tal)

- (Tentar) Ser mais organizada - afinal, bagunça, nem a bagunça gosta...

- Qual será a abstinência de 2007? Em 2006 foi o refrigerante, que ainda bem que o ano está terminando porque tá difícil viver sem Coca-Cola (isso vicia mermão!).

- Fazer o curso técnico em ADM... só pra ter carteirinha de estudante!!! AEHHH!!!

- Assim que resolver, ir pro Japan. "Muito dinheiro no bolso, saúde pra dar e vender..."

- Estudar muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito pra passar na FUVEST. Em História. Chega da palhaçada de Jornalismo. Me cansou prestar 4 vezes pra essa porcaria e nada. E o pior é que não vi nenhum jornalista conseguir alguma fama ou cargo de destaque porque se formou na USP. Melhor deixar pra lá... Se for pra fazer Jornalismo, depois eu pago uma facu com meu dinheiro.

- Comprar ao menos uma temporada de Arquivo X.

- Tirar carteira de motorista... (demorou)

- Não deixar mais cabelo no ralo do banheiro depois de me descabelar toda lavando essa peruca... Poh... meu cabelo é comprido... compriiiiido... nem dá pra dar desculpa que o cabelo não é meu...

- Ir ao show do Echo & the Bunnymen ou do Ian McCulloch. Certamente eles devem pisar no Brasil... e eu vou estar lá (ou melhor, aqui...)(mas se for no Japan, será que conseguirei ir???)

- Tentarei não cortar o cabelão. Mas vou aparar as pontas.

- Só??? - Depois escrevo mais sobre isso...

13 de dez de 2006

PROCURADO



PROCURADO: VIVO OU MORTO

O sujeito se identifica como Rafael Matsunaga, ou Rednuht.
Quem tiver qualquer informação sobre este sujeito, me informe.

Presentes?



O que você pediria se tivesse direito a um pedido de qualquer coisa por dia?

Pedido de hoje:

Uma lanterna daquelas que não precisa de pilhas.