29 de mai de 2008

Podre e meio? Não... Podre inteiro.

Passei mal o dia todo.
Stress.

Vou tomar um chá pro meu estômago e vou dormir.

Amanhã não vou fazer a prova de Economia.
Vou descansar pra poder viajar no fim de semana...
Maldita viagem.

Depois eu faço a substitutiva de Economia.
Vou me ferrar com a prova mais difícil.
Mas... paciência.
Às vezes é necessário fazer algumas escolhas.
Do contrário, não vou bem na prova.
Não terei saúde pra viajar.
E me ferro completamente.

Uma coisa de cada vez.
Por agora, o chá.

Horoscopiando...

A vida está empurrando você para frente e você exita em caminhar. Não esqueça que você é um peixe livre e possui todo oceano para se aventurar. Deixe seus medos de lado e nade na direção de seus mais caros sonhos. É preciso aceitar os tempos de mudança. Pare e procure ter bem claro tudo o que deve fazer nesse sentido.

A Lua transita seu signo até a noite, configurando sensibilidade e sensitividade aumentadas, assim como distração e nervosismo. Você tem seus motivos insondáveis para crer e para agir, deve se cuidar, protegendo seu espaço. Evite pessoas pesadas, negativas e criticas. Imagine-se como uma flor rara.

A Lua em seu signo é indício de muita imaginação e sentimentalismo, e talvez consiga enxergar pouco da realidade objetiva. Envolva-se positivamente com os sentimentos.
É preciso sondar o ambiente em torno de você, em busca das melhores soluções práticas para o trabalho. As soluções precisam ser concretas e específicas a cada caso.

Pondo tudo à prova

E bota prova nisso.
Prova de Filosofia Política.
Prova de Matemática.
Prova de Língua Portuguesa.
Prova de Contabilidade.
Prova de Mercado de Trabalho.
Prova de Direito.
Prova de Economia.
Prova de Administração.
Prova de História Econômica.
E ainda...
Avaliação na viagem à Itu, última viagem para credenciamento de Guia Regional da Embratur.
(Ainda tenho mais 3 atividades para Guia Nacional...)
Trabalho de Conclusão de Curso, do curso Técnico em Administração.
6 dias sem ver o Daniel!!! (isto é um recorde de sobrevivência e abstinência, oras!!! huahuahua...)


A sensação de estar despreparada para tudo isso é inevitável.
Se eu disser que é a primeira vez que faço qualquer uma dessas coisas, é mais lógico, mas não me tira o desespero e o stress causado por tudo isso em um período de 10 dias.
10 dias que parecem uma eternidade.
Só passaram 3 dias desses 10!!!
A frustração é enorme.

Ver que os resultados são desanimadores. E não correspondentes aos esforços.
Eu "me mato de estudar" e o resultado: insatisfatório.
Não é o suficiente. Nem para as notas necessárias. Nem para a auto-estima.
E isso causa mais stress além do que já estou tendo.
Vira um círculo vicioso exponencial.
(Alguém pensou matematicamente na frase que acabei de escrever???)
Surge aquela vontade de largar tudo.
Sumir.
Ir pra outra dimensão.
AAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Isso me lembra uma música do Biquini Cavadão (nossa... desenterrei!)
"Não me venha com a dor de quem não conseguiu. Quero insatisfação."

No fim, tudo parece um grande conformismo.
Gasta-se muita energia com tudo isso e conforma-se com os resultados, seja eles qual forem.
Como se nada pudéssemos fazer para mudar o destino.
Que não depende mais de mim os resultados.
Estranho pensar deste jeito.

Prefiro pensar que ainda posso ser melhor.
Mesmo não tendo mais como melhorar.
Por falta de tempo.
Por falta de possibilidade.

Não sei o que falta.

Queria poder chorar de desespero.
Mas meu orgulho besta não permite.
E a falta de tempo também...


E agora, José?
Um abraço reconfortante, longo e forte seria tão bom.
Causa segurança. Emocional.
Não resolve o problema. Mas tão bom...

28 de mai de 2008

No teu abraço é que encontro a cura do mal

"Visão do espaço estamos tão distantes
Se acelero os passos sigo a voz do meu coração.
Ontem eu fui dormir mais tarde um pouco.
E tudo vai indo bem...
Venço o cansaço e medo do futuro.
No teu abraço é que encontro a cura do mal
Hoje eu acordei e te quis por perto.
Você não sai do meu pensamento
E eu me questiono aqui se isso é normal (...)"

O Retorno de Saturno - Detonautas


Trabalhos acumulando...
Provas e mais provas vindo como bombas atômicas...
Kkkk...
Tudo vai bem mesmo.
Estudando mais do que posso.
Dormindo menos que deveria.
Só queria um bom abraço nesse momento...
Tão perto. Tão longe.

Levantar a cabeça.
Seguir em frente.
Mesmo com a dor da saudade.
Mesmo com o cansaço.
Mesmo que as pernas não respondam mais aos meus comandos...
Mesmo...
Eu quero paz.
Aconchego do meu par.
Um carinho...
Amor.

Semana longa.
Dias longos.
Longas horas...
Segundos prolongados...

Uma lágrima salta de meus olhos...
Dor?
Cansaço?
Saudade?
Tristeza?
Desespero?
Emo? (hahahaha...)
Dúvidas?
Angústias?
Inquietações?
Só emoção.
Só emoção...

25 de mai de 2008

Descanso cansativo...

Passei o dia todo na cama com Bobbio.
Ontem também.

Êta livrinho...
Ok...Ok...
O cara sabe o que fala...
Mas precisava falar tanto???
Kkk...

Amanhã é a prova.
Vamos ver até aonde entendi o que o Bobbio falou.
(ao menos, nas horas que dormi, ele não falou comigo... ufa!)

Johnny is dead!!!

Bom... Johnny morreu.
Sei lá se de velhice... aranhas não ficam com cabelos brancos...
Simplesmente morreu.

Luke nem saiu da casinha.
Deve estar de luto...

20 de mai de 2008

Dormindo?

Daniel, Daniel, Daniel...
Vou ficar mentalizando como um mantra.

Tenho tentado descansar na medida do impossível.
Não tenho mais tempo para descansar.
E cada vez estou mais cansada...
Parece que quanto mais precisamos de energia, mais ela falta...

Fico pensando qual é a importância de fazer o maldito curso técnico de Administração.
Por outro lado, fico pensando no remorso que ficaria sentindo caso não concluísse o trabalho espetacularmente como gosto de fazer as coisas. Ponto determinante: não vou desistir agora.
Quando o comecei, estava "à tôa na vida"... fica fácil assim. Mente livre. Ócio...
Mas aí volto a fazer as coisas que gosto... e fico sem tempo pra isso. Deveria eu deixar de estudar este curso?
É indiscutível que o que aprendi nele, levo por toda minha vida. É um conhecimento que não abro mão.
E agora que não tenho mais tempo, nem saúde, para dar prosseguimento? Devo insistir mais um pouquinho, e poder concluir "com louvor" um curso dispensável em meu currículo? Ou devo simplesmente descartar o curso (faltando 20 dias de aulas para o fim) para sobreviver nos outros cursos?
Faço todos, mas faço todos mal feitos; ou faço alguns muito bem, e deixo de fazer outros?

Que dilema.

E esse trabalho idiota de Gestão de Pessoal, que o grupo não quer fazer?
Primeiro, ninguém se dispõe a fazer.
Segundo, ninguém se mobiliza a pesquisar.
Terceiro, me mandam textos nada a ver porque sequer entenderam a proposta do trabalho e o assunto a ser tratado.

...

Nova tentativa.
Me enchem de textos só sobre um dos temas a serem abordados.
Esquecem que tenho mais o que fazer, pois acham que a obrigação é minha de fazer o trabalho e mandá-lo prontinho, dentro de um determinhado prazo, para que possam estudar para a apresentação. Que eles pretender ler tudo o que eu escrever...
Não dá vontade de pegar o pescocinho de cada um e apertar?
E o pior: a doida aqui não consegue simplesmente deixar tudo na mão desses coisas.
Por quê?
Ah... Porque ou eu faço e dou nota pra todos, carregando todos de encosto, ou não faço e nem eu tenho nota...
Para me salvar, tenho que carregar outros... Pode?

Eu que já ando tão cansada...


Não sei se
- estudo pras provas regimentais de Economia
- faço um trabalho de Gestão de Pessoal em grupo
- faço meu trabalho de conclusão de curso de Administração
- descanso, já que não consigo fazer nenhuma coisa sem sono

Lendo:
- 8 livros ao mesmo tempo... (trabalhos malditinhos)

Ouvindo:
- cooler do pc, que anda barulhento...

Vendo:
- filme - Iron Man - no DVD piratoso do meu irmão. Podre. Não sei se é o filme que é ruim, ou a versão pirata que estraga o filme... kkkkk...

Pensando:
- em não ir no sonhado, idolatrado e imperdível show do Echo & the Bunnymen, porque quero guardar a grana pra comprar meu MP3 (que já demorei pra comprar...)
- em Daniel, quando o sono não é mais forte.

:)

Últimas notícias...

Bom...
Com vontade de ver Indiana Jones, com sono e no mundo da lua...
Quase esqueci de renovar o Hobsbawm na biblioteca da Luz e tive que ficar passeando de metrô...
Como lembrei só na estação Tietê... tive que ir até a estação Jardim São Paulo pra voltar pra Luz, pra depois ir pra casa... Hahaha... Cheguei 2h em casa... com aquela cara de "que saco"...

Não consegui encontrar um óleo para massagem que não contivesse cânfora ou mentol... Bom, encontrei um com extrato de semente de uva... mas era tão doce que era enjoativo. Achei melhor esperar passar o feriado que a vendedora falou que ia encomendar um óleo para massagem neutro da OX. Tomara que este seja a contento. Sinto que alguém vai adorar... Hahah...

Acho que vou fazer um benchmark em alguma quickmassage por aí...
Vou virar especialista na coisa... será... Kkkkk.


Bom... vou tomar um banho pra relaxar...
E vou dormir logo. Afinal, já vi que o Daniel faz questão que eu esteja na sala de aula antes de ele chegar... Kkk... Só assim mesmo pra eu entrar na linha.. Kkkkkkk...
O que que a gente não faz por amor???

19 de mai de 2008

O que irrita um pisciano?

Diga para agarrarem-se a si mesmos. Marque encontro com eles em locais brilhantes, barullhentos, superpovoados, como o metrô da Cinelândia, por ex. Deixe-os falando sem parar e no fim diga que não entendeu nada. Grite, fale aos berros. Conte os seus "segredos" deixe-os ficar emocionados com sua sinceridade, depois ria e pergunte: "Mas você acreditou nisso?". Convide-os para olhar as estrelas e fale sobre alíquotas de exportação e importação o tempo todo. Arranhe o CD de Djavan deles, apague o cigarro no cristal que ele usa para meditar, deixe cair sua máquina fotográfica, sublinhe os livros que pegou emprestados dele. Escolha filmes violentos. Repita sempre que este negócio de romance, flores e bombons é tudo coisa de boiola. E pergunte sempre: "Você não vai tomar um banho antes de dormir?"

Comentário:
É... eu me amo mesmo, e daí?
Não tenho concentração o suficiente para encontrar uma pessoa no meio de uma rua deserta... quem dirá no meio de uma multidão...
Se disser que não entendeu nada do que eu disse, vou lhe ignorar por algum tempo.
Se gritar comigo, vou ficar assustada... e lhe ignorar pelo resto da sua vida.
Não levo a sério os segredos das outras pessoas... kkk... só acredito neles.. kkkkk...
Se me falar de coisas "nada a ver" com o momento, depois de tudo vou perguntar "e o que isso tem a ver?"...
Se danificar qualquer objeto pessoal, simplesmente reponha com outro tão bonito quanto...
Não tenho problemas com Chuck Norris...
Também acho boiolice esse lance de flores, bombons e romance. Seja boiola comigo.
E por fim, como um bom peixinho, tomaria banho todas as horas do dia. Desde que isso não afetasse gravemente a minha conta de água e luz. Por isso, tomo banho quando acordo pra sair "toda cheirosinha" pra encontrar quem quer que seja...

Kkkk...

12 de mai de 2008

O café especial do Brasil

Café Orfeu.

Onde está Orfeu? Aquele que toma conta do sono, só deixa o nome no café que acorda qualquer um só pelo cheiro gostoso...
100% arábica, torrado e moído.
Lá no site deles, eles não respondem e-mails... mas sem stress.
Aliás, café algum é para ser feito com stress...

Fiz na medida do bom senso. Nem na minha receita, nem na receita que eles dão.
Coloquei o pó no filtro Melitta, joguei a água quentinha no ponto e tcharãns!
Tenho um defeito imperdoável: adoro café bem doce. Bota açúcar nisso.
Como só eu tomo café em casa, é a caneca toda pra mim. Um litro.
:)
Ô delícia...

Café de pó fininho... fica bem encorpado.
E já é adocicado... Não fica amargo, amarrando...
Tomei tão quente que queimei a língua... Kkkkk... (Desespero de tomar logo esse café... kkkk)
Claro que um litro é uma eternidade para minha pessoa que come devagar, bebe devagar, pensa devagar e só corre na vida porque vivo atrasada pra aula... Kkkkkk....
Tomei o café até quando já estava frio... e ele não desaponta: é bom até gelado!

Vamos lá...
Adoro as mudanças da vida, mas estou "ficando velha"...
Ando curtindo as coisas com mais calma.
Saboreando a vida.

E não é que ela realmente vai melhorando?
Basta ver as coisas com calma.
A única coisa que não melhora mesmo é minha mãe... Kkkk...
É um problema de compatibilidade mesmo... Kkkkk....
Bom... vou jantar.

Quem sabe até as últimas horas do dia não aparece mais coisas pra contar?

Ah, claro! Uma foto mais nova...


Referência de ano passado não dá, né?
Tá aqui, foto deste ano. Churrasco deste ano. Unicsul, claro. Turma de Economia, claro. E eu estava lá.

Coisas doidas

Foto do Daniel em outro churrasco da Unicsul, no ano passado, quando eu ainda não fazia parte deste mundo encantado da Unicsul, do Daniel e da Economia...

Precisando colocar as idéias em ordem e também publicar mais coisas aqui, já que o menu lateral passou a ser maior que o próprio conteúdo do blog. kkkk...

Então vamos lá:

Lendo:
- SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. (isso é síndrome das notas de rodapé do Bobbio...) (não vou colocar no padrão da NBR não, nem vem!)
Ainda não saí do primeiro capítulo... mas estou gostando. Novas idéias para meu mundo já cheio de idéias velhas e ultrapassadas... Vamos tirar a poeira do cérebro e fazer as idéias se movimentarem... haha...

- HOBSBAWM, Eric J. Era do Capitalismo.
Tem que ler? Tá bom... tô tentando...

Lido:
-FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia.
Gostei. Acho que acrescentou um pouco mais de humanidade neste ser com coração de pedra. Veja só: até enxerguei que havia alguém especial bem na minha frente...

Ouvindo:
- Amy Whinehouse - Sucessos diversos... Preferindo as com levadas mais jazzísticas do que as mais moderninhas...

Cuidando:
- minha plantinha, que possui 10 folhas no momento. Rajadinhas.
- do Luke e do Johnny. Com o frio, essas aranhas ficam o dia todo dormindo que mal comem as drosófilas (mosquitinhos) que trago para elas (e dão um trabalho danado pra pegar...). Ao menos é uma coisa a menos para se preocupar durante a semana...

Amando:
- Daniel. Cada segundo, mais.
:)

Outras coisas que lembrei:
- é... esqueci de dizer do café. O Daniel me deu uma caixinha de café arábico do sul de Minas. Mas ainda não provei... (putz! bem lembrado... friozinho... vou fazer agora mesmo...)

- me diga uma mania do Daniel que eu odeio: ... é... até agora, nenhuma. Estou me superando em não criticar alguém... Ando tolerante ou paciente? Acho que os dois. Do contrário, viveria sozinha, em uma caverna no alto da montanha. Longe de tudo e de todos... hahaha....

- Preciso pôr um fim na bagunça que virou meu quarto. Até o fim do mês isso fica organizado ou vou começar a jogar tudo fora. Tudo que estiver atrapalhando no meio do caminho vai pro lixo... (opa, deixa eu organizar as fotos em cima da mesinha pra não correr o risco das fotos da família e do Daniel irem pra onde não quero...)

- Estou otimista com o trabalho de Administração. Apesar de não tê-lo ainda, ele vai ficar pronto em duas semanas. Parece pouco tempo? É nada. Duas semanas é uma eternidade.

(bom... pausa pro café. Se der, volto.)

Presentes de aniversário... atrasados...


Não é fofo?
Ganhei de aniversário da Márcia, a carioca mais adorável que conheço.
É por isso que o Rio de Janeiro continua lindo... kkk...
Bom é que os chinelinhos/pantufas são quentinhos e aquecem os pés, já que o frio já chegou aqui para os paulistas...
:)

Essas frases...

Sorte de hoje: Divida sua felicidade com os outros hoje mesmo

Horóscopo, sorte... se há algo de bom nisso é que eles são tão otimistas. E quando não são, ignoro. Hahaha...

8 de mai de 2008

Ando desastrada...

Ando desastrada e com muito sono.
Uma coisa tem a ver com a outra.

Saudades do Daniel, que não vejo desde terça...

Muito sono...
Muito frio...
Muito amor...
:)

Acho que vou dormir.
Ou devo ler os textos para aula de História Econômica Geral???

Aff...
:(

Ainda não comi os bolinhos de polvo da Liberdade...
:(
Se der, quero ver se os compro amanhã...
;)

7 de mai de 2008

Berro 47

http://www.hammacher.com/publish/74597.asp
Vontade de digitalizar todas aquelas fotos dos anos 80?
A solução está neste gadget.
Quem puder comprar um pra mim, agradeço de coração. Kkk...

5 de mai de 2008

Um dia perfeito.

Dias perfeitos são assim:

Ir comer na Liberdade alguma coisa diferente, interessante e quase sempre intragável... Kkkk...
:S

Receber do Sylvio a cópia de dois discos do Echo & the Bunnymen.
:)

Encontrar a pessoa que mais amo neste mundo. E saber que posso passar uma hora maravilhosa da minha segunda-feira conversando com esta pessoa. Te amo demais, Daniel.
:)

Conversar com minha melhor amiga paulista, Andreza, pelo msn. E com minha melhor amiga carioca, Márcia, pelo msn também.
:)

Passar a tarde ouvindo Bunnymen, com um sorriso de orelha a orelha, sem ninguém para me censurar que estou feliz. PORQUE REALMENTE ESTOU FELIZ.
:)

Dias perfeitos são assim.
Pouco importa o que aconteça no resto deste dia...

4 de mai de 2008

Echo & the Bunnymen + 1x no Brasil!!! - Confirmado!

Totalmente "crazy days"...

Sabe qual é a sensação de estar sendo carregado por um furacão?
A distância entre começar a voar e não saber quando voltarás ao chão?
Enxergar o medo do outro lado da linha, e saber que ele não te pertence?

Angústia.
Nada poder fazer para resolver algo, porque o problema não é meu.
Impaciência.

Preciso mudar.
Preciso só continuar a ser eu mesma.
Serenidade.