30 de jul de 2009

Copiei. Concordei.

Eles não querem as malucas

E olha que eu demorei a chegar nessa conclusão. Eles gostam das princesas, que não falam palavrão, não gostam de rock, não jogam truco, não arrotam, não tomam cerveja e não gostam de futebol. Se tiver uma tatuagem maior que uma borboleta então… É aquela história.. Lady in the streets but a freak in the bed. Até aí, querer uma menina/mulher que seja decente e não uma causante faz todo sentido. Ninguém vai apresentar aos pais uma menina que fala palavrão, que arrota na mesa e que conta como foi beber meia garrafa de vodka pura e quente sozinha. Mas quem disse que essa menina que tem nove tatuagens, joga NFSU2, gosta de filme de terror, joga truco e gosta mais de futebol americano do que futebol não saiba falar ou se comportar? Quem disse que a menina vai comer a asa de frango com a mão e limpar a boca na toalha de mesa depois? Essa menina sabe conversar sobre teorias dos seis graus de separação, do caos, da relatividade e conspiracionais. Ciências, geografia, história, filmes, séries, música, vida de famosos, mecânica quântica e raças desconhecidas de cachorros. Ela conhece a fundo a vida das lulas gigantes, dragões de komodo e suricates da África. Gosta de crianças e adora conversar com elas sobre Hannah Montana, Zack e Cody, Phineas e Ferb, Padrinhos Mágicos… Ela também sabe lavar, passar, cozinhar (muito bem) e costurar. Pergunte a ela como se faz primeiros socorros. Já ouviu as piadas que ela conta? É incrível ver como eles preferem uma menina que só saiba sorrir diante dos outros. É incrível ver que tem gente perdendo muito. É engraçado...

Nenhum comentário: