12 de dez de 2008

Cansada

Outra hora volto e conto as últimas.
Coisas boas.
Coisas ruins.

"Vou sobrevivendo sem um arranhão. Da caridade de quem me detesta"...

Nenhum comentário: