22 de out de 2012

Primeira corrida


Primeira vez a gente nunca esquece.

Talvez eu nunca esqueça também da segunda, terceira... da última.
Na vida, tudo é primeira vez e nada se repete. 
A gente tem a falsa ilusão de que ao fazer duas coisas repetidamente, estaremos fazendo a mesma coisa mais de uma vez, quando na verdade, na primeira vez estamos inseguros e fazemos sem ter ideia do que estamos fazendo. 
Na segunda vez, pensamos estar seguros de si, fazendo algo que já temos alguma referência, e o que acontece é que estamos fazendo pela primeira vez algo de um modo diferente, com outro olhar, com outro cuidado, com outras expectativas. E assim seguem nossas experiências... Tudo sempre será a primeira vez. 

Podemos melhorar nossas expectativas e resultados. 
Podemos mudar nossas escolhas. 
Podemos fazer tudo diferente do que já fizemos.

Parece que quanto mais nos ocupamos, mais oportunidades nos surgem e não queremos abrir mão de nenhuma oportunidade. 
Cada vez que tenho que dizer não para mim mesma é uma perda de tamanho preço que não fazem ideia. 

Tenho enorme dificuldade em dizer não. 

Que meus amigos tenham paciência comigo... hahahahaha...
Tenho aprendido muito comigo mesma a gerenciar minhas escolhas e oportunidades. Sem esquecer das vontades...
Acreditem: minha maior limitação não é o dinheiro, que nunca sobra, mas paga minhas despesas sem stress. A limitação é o tempo. Sagrado. Limitado. Fornecido a conta-gotas, segundo por segundo... Sem nunca se acumular... Sem nunca sobrar...
Espero poder saber fazer as escolhas certas.
Espero poder usar cada segundo de minha vida de modo sábio.
Espero aproveitar a vida como ela deve ser aproveitada.
De modo valoroso, mas sem ser um fardo. Ela deve ser leve. Suave. Doce. 
Que nunca falte aquele sorriso.
Daqueles que iluminam o nosso olhar...
Que enchem de luz nossa vida.

A maior vitória não é ganhar sempre. 
É aprender que com as perdas, nos fortalecemos.
É aprender que com os ganhos, precisamos nos manter humildes.
É aprender que na vida, ganha aquele que vive bem consigo mesmo.
Obrigada a todos que me ajudaram a chegar até onde cheguei.
Já aviso: irei o mais longe que puder, mas sempre o mais perto de vocês.
Grande abraço apertado!
Que minhas vitórias sejam de vocês também.

:)

Nenhum comentário: