20 de mai de 2011

Mundo desabando

Sabe quando o mundo desaba todo e a gente nem tem tempo de reagir?
Por instantes imaginei como se estivesse lá no terremoto no Japão... Tsunami... Usinas nucleares... enfim...
Aquele caos!

Pois é.
Minha vida tá meio parecida com isso tudo.

Meu pai operou do coração faz cerca de uma semana. Passou quase um mês antes na UTI, tentando estabilizar a pressão pra poder ir pra cirurgia. 2 safenas. 2 mamárias.
Já está em casa.

Estive gripada no início do mês.
Estava gripada na semana antes do feriado da Páscoa. Plena semana de provas da faculdade.
Animador... ¬¬

Esta semana ganhei uma dor nas costas.
3 dias de analgésicos e 2 dias de salompas...
Me arrastando para o trabalho todos estes dias.

Alguns dias chegando mais tarde por ter que resolver burocracias em casa.
Enfim, mãe deixando de trabalhar pra correr em hospital pra resolver questões da cirurgia e do convênio médico...
Adivinhe pra quem sobra arrumar o caos depois?

Eu, com frieza, cabeça no lugar... vou lá... juntar os cacos... amarrar as pontas... pôr tudo nos devidos lugares...

Ainda aqui... sobrevivo.
Me arrasto.
Me supero.
Procuro não deixar ninguém na mão.

Mas meu corpo não aguenta mais.
Ele me clama por descanso.
Por alguns minutos que seja de sono a mais por dia.
Os compromissos se atropelam. Falta tempo...
Quero fazer tudo agora. Tudo pra ontem.

Quando vocês pensam que estou me afogando nesta onda enorme...
Sinto lhes dizer, mas estou surfando...
E por mais difícil que isto seja... o que vier... é marolinha agora pra mim.

Nenhum comentário: